6 comentários:
De estreladosul a 16 de Março de 2009 às 17:09


Caro amigo
Nao estou ao par do caso por me encontrar fora do País.
Portanto so posso comentar segundo as suas palavras.
Penso que o que vou escrever poderá nao fazer sentido, ou pelo contrario fazer todo o sentido, porque tambem sou PAI.
Não há desculpa suficiente para se esquecer um bébé dentro de um carro, seja ele/a trabalhador/a a dias ou Presidente da Republica. Considero isso uma irresponsabilidade a toda a prova, e um crime abominável.
Só existiu um PAI que se "esqueceu" do FILHO na cruz. E mesmo assim nunca saberemos se ELE ainda hoje sofre!?.

Uma otima semana

Abraço

Mario Rodrigues
De A VER NAVIOS a 16 de Março de 2009 às 17:43
Obrigado pela visita e pelo comentário.
Boa estadia.
Quanto ao seu comentário, tem razão.
Boa semana,
J. Lopes
De Júlia a 17 de Março de 2009 às 10:41
Estou completamente de acordo consigo. A parcialidade da comunicação social que temos está aqui bem patente. E não é só este caso que mostra juízos diferentes para actos semelhantes.
Cumprimentos
De A VER NAVIOS a 17 de Março de 2009 às 13:46
Muito obrigado pela sua visita e pelo seu comentário.
Fico contente por saber que não estou sozinho nesta opinião.
Boa semana.
Cumprimentos,
J. Lopes
De daplanicie a 17 de Março de 2009 às 17:39
Uma situação muito delicada e que todos nós devemos dar graças a Deus por não nos acontecer a nós. Não consigo imaginar o que vai ser o resto da vida deste pai.
Em relação ao desafio que me lançou em Janeiro, ao contrário do que possa imaginar, não estava esquecida. Já respondi, amanhã será publicado no meu blog.
Cumprimentos e obrigada
De A VER NAVIOS a 17 de Março de 2009 às 20:24
Muito obrigado.
Lá passarei pelo seu blogue.
Falaremos depois.
J. Lopes

Comentar post