8 comentários:
De artesaoocioso a 26 de Abril de 2008 às 23:47
Abril foi sentido de maneiras muito diferentes, porque diferentes eram as situações.
Eu tinha 39 anos e vários medos.
Um deles eram que a campainha da porta tocasse de madrugada.
Por muitas razões é um dos dias mais marcantes da minha vida.
Hoje estamos noutra mas valeu a pena.
Cumprimentos.
De A VER NAVIOS a 27 de Abril de 2008 às 14:15
Obrigado amigo. Pela visita e pelo comentário.
Que os 20 anos de diferença não se revelem na sua saúde, são os meus votos.
Que os seus 73 sejam cheios de saúde e boa disposição.
Os pelo menos, como os rapazes da nossa idade.
Bom domingo,
J. Lopes
De artesaoocioso a 28 de Abril de 2008 às 23:58
Agradeço os votos... mas a saúde é o problema.
Coisa complicada e estou a ganhar coragem para fazer um post sobre o problema.
Cumprimentos.
João Gonçalves
De A VER NAVIOS a 29 de Abril de 2008 às 09:04
A coragem é sempre necessária e deve estar sempre activa.
Só assim poderemos ajudar-nos a nós próprios, nas fases mais difíceis da nossa vida.
Quem não teve medo do fascismo, não pode ter medo das doenças.
Força. Coragem.
J. Lopes
De sunshine a 28 de Abril de 2008 às 15:41
Acho perfeitamente compreensivel. E apesar de só ter 2 anos nessa altura, esse dia também foi um dos mais importantes da minha vida, ou hoje não seria quem sou.
Beijinhos
De A VER NAVIOS a 28 de Abril de 2008 às 16:33
Obrigado pela visita e pelo comentário.
Beijinho,
J. Lopes
De daplanicie a 28 de Abril de 2008 às 16:49
Li os dois posts que escreveu sobre o assunto e não podia estar mais de acordo com o que diz. Eu tinha apenas 10 anos quando aconteceu mas toda a vida tenho ouvido o meu pai contar histórias do tempo da outra senhora que são de arrepiar. Só temos mesmo é que comemorar uma data tão importante.
Cumprimentos
De A VER NAVIOS a 28 de Abril de 2008 às 17:41
Obrigado pela visita e pelo comentário.

É nossa obrigação continuar a lembrar a importância desta data e das pessoas que a tornaram possível.
Boa semana.
J. Lopes

Comentar post