10 comentários:
De sunshine a 26 de Março de 2008 às 14:15
Em primeiro lugar, os meus sentimentos. Sinto muito. Independentemente da idade é sempre alguém que fazia parte de uma família, que ficou mais "pobre". Ainda que por vezes, seja mais doloroso assistir ao sofrimento do que à perda. Quando já não existe qualidade de vida, deixa de fazer sentido.
Beijinhos, e é isso, a vida tem que continuar
De A VER NAVIOS a 26 de Março de 2008 às 16:29
Obrigado.
O caso era mesmo o de viver vegetando e roubando a qualidade de vida aos familiares mais próximos.
Beijinho,
J. Lopes
De feira de castro a 26 de Março de 2008 às 23:25
Boa Noite

Sentidas condolências e força Amigo!
De A VER NAVIOS a 27 de Março de 2008 às 09:26
Obrigado amigo. Um abraço e boa semana,

J. Lopes
De meldevespas a 27 de Março de 2008 às 10:31
Os meus mais sinceros sentimentos, para si, e para a sua esposa.
Bem o compreendo quando diz que não importa as condições em que ocorram, estas situações acabam por nos apanhar sempre de surpresa, nunca se está preparado para a separação.
No ano passado por esta altura calhou-me também a mim, com o falecimento do meu sogro, e a verdade é que as cicatrizes teimam em prevalecer, apesar de ser esta a lei da nossa existência.
Beijinhos
De A VER NAVIOS a 27 de Março de 2008 às 15:12
Muito obrigado pela sua visita e pela sua atenção.
De daplanicie a 27 de Março de 2008 às 11:47
Apresento-lhe o meus sentidos pêsames, bem como à sua esposa. São, de facto horas muito dolorosas e não é por sabermos que fazem parte da ordem natural da vida que as sentimos com menos intensidade.
Cumprimentos
De A VER NAVIOS a 27 de Março de 2008 às 15:13
Muito obrigado pela sua atenção.
Há força para avançar.
É isso que é necessário.
J. Lopes
De dolce_vita a 5 de Abril de 2008 às 23:32
São horas e momentos de dor.Os meus pêsames também para a sua esposa.
(desculpe,mas só hoje li o texto)
um abraço
RS
De A VER NAVIOS a 6 de Abril de 2008 às 13:07
Muito obrigado

Comentar post